terça-feira, 10 de janeiro de 2017

MANTHIQUEIRA PEGA O CORINTHANS PELA COPA SÃO PAULO TENDO UM TREINADOR MULHER E UM PRESIDENTE FILÓSOFO E CORINTHIANO

Manthiqueira é a equipe diferente de Nilmara Alves, do Dado e da 2ª Divisão da Federação Paulista de Futebol que tentará nesta 4ª feira vencer o time mais vezes campeão da Copa São Paulo, um dos maiores clubes brasileiros, o Corinthians, em busca do seu 10º título de campeão na chamada Copinha: confira aqui também no blog da ecologia e da cidadania Folha Verde News um vídeo da ESPN com reportagem de Gabriela Moreira sobre o Manthiqueira, sim, com th no nome, assim como o Sport Club Corinthians Paulista que é amanhã o desafio da hora para esta pequena equipe do Vale do Paraíba, Manthiqueira, ainda adolescente na história do futebol, tenta criar o futuro: isso porém faz a sua grandeza desde agora. (Antônio de Pádua Silva Padinha)

 
Foto oficial do novo time do Manthiqueira, de Guaratinguetá (SP)

Fabrício Oya, Carlinhos e Pedrinho 3 dos destaques do Sub20 do Corinthians

Ali a mais de mil metros de altitude no Vale do Paraiba, numa região mais famosa pelo seu café e depois pelo seu carnaval e pelo ecoturismo, com clima de montanha, Guaratinguetá atualmente vai se destacando pela sua equipe de futebol. O jogo será ao vivo para todo país nessa quarta feira pelo SporTV o Timão versus a surpresa da Copa SP 2017, time apelidado de Laranja Mecânica também por usar uniformes na cor tradicional da seleção da Holanda, que se consagrou mundialmente na década de 70 com Johan Cruyff. A referência é a seleção holandesa embora a maioria dos torcedores de Guará sejam de origem portuguesa e italiana, imigrantes que fazem parte da história dessa cidade entre São Paulo e o Rio de Janeiro, entre o interior e o mar. O jogo será em Taubaté (SP), cidade vizinha e uma caravana de torcedores da Academia Desportiva Manthiqueira (ADM) vai ao jogo para uma festa do futebol e do seu povo: "Vai ser um jogo histórico prá gente nem importa tanto o resultado mais é a divulgação, eu pessoalmente sou corinthiano, vou ficar de coração dividido mas de toda forma feliz", falou o vice presidente Damasceno Fidélix ao Globo Esporte. O Brasil começa a conhecer o Manthiqueira, nome inspirado ali na Serra do Mar, nova equipe com jovens atletas e com uma proposta diferente de jogar, algo que pode enriquecer o esporte nesses tempos de futebol business, com a filosofia do boleiro Dado e a liderança da técnica Nilmara Alves. Ingredientes para um espetáculo onde o time grande, o campeão dos campeões, nessa rodada da Copa SP, com qualquer placar, será um figurante nesse show de bola. Foi Breiller Pires quem nos informou através de ótima reportagem no site Vice Sports também sobre outro detalhe: é a primeira mulher a comandar um time profissional masculino em São Paulo: atuando na 2ª Divisão da FPF, ela busca desbancar o machismo usando estratégias e táticas do futebol arte inspirado na Holanda de 1974 (Laranja Mecânica) e o apoio de um dirigente que escreve livros, étipo um filósofo popular, apaixonado por Kant e pelo Corinthians, por sinal, o adversário da sua equipe nesta 2ª fase da Copinha, num jogo matamata que define quem passa para a 3ª fase desta competição que é a mais tradicional do Brasil na categoria juniores. O presidente, fundador e líder do jovem time do Manthiqueira (fundado em 2005) é Geraldo Márgela de Oliveira, o Dado que aos 55 anos tenta mudar a cultura e a prática do futebol com ética e com esportividade, o que também pode se chamar de cidadania. Enfim, uma inovação no velho futebol do Brasil. Velho e machista.  

 

Antes dela, só Cláudia Malheiro dirigiu uma equipe de bola no Acre em 2007

"Aqui a gente quer mostrar que no futebol é possível a ética" (Geraldo Márgelo de Oliveira, 55 anos, presidente e fundador do Manthiqueira) 


Com passagem pela Aeronáutica, o corinthiano Dado é o líder do Manthiqueira
Formada em Educação Física Neimara é linha de frente no futebol do interior


Nilmara Alves pretende contribuir para mudar a realidade machista e até violenta do universo do futebol no Brasil. Ela cita como exemplo o The Best da Fifa 2017, onde três treinadoras de futebol se destacaram agora Silvia Neid (da Alemanha), a premiada neste ano, Jill Ellis, lendária técnica da seleção dos Estados Unidos, além de  Pia Sundhage, treinadora da seleção sueca. A brasileira Nilmara tenta mudar a história de discriminação da mulher no futebol brasileiro, que conta com a estrela Marta e muitos talentos. Ela luta contra os tabus e através do Manthiqueira, busca criar um futuro diferente. Ela tem o apoio total do esportista e filósofo popular Geraldo Márgelo de Oliveira, o Dado, que assim como o jogador e médico Sócrates (Corinthians) faz citações intelectualizadas, além de Kant, nomes como Karl Marx, Werner Heisenberg, Sigmund Freud. Einstein e até John Lennon antes de resumir o sentido da existência do Manthiqueira. "Em essência, somos o time do amor. Nossa missão é levar uma mensagem de otimismo e igualdade ao mundo", argumenta o presidente Dado. A mesma igualdade defendida por Nilmara Alves, uma mulher que seja respeitada e tenha poder no império dos boleiros: "O futebol brasileiro ainda é muito fechado à participação feminina, pretendo lutar para que a mulher seja valorizada e tenha mais espaço. Não quero privilégios, só oportunidades iguais", conclui a professora do time Nilmara Alves. Dado, Nilmara e Guaratinguetá estão avançando no mundo do esporte, na mídia e na cultura atual do país da bola.
 

No país do futebol e do Neymar a bola da vez é a Nilmara

Fontes: www.vice.com
             www.folhaverdenews.com 

9 comentários:

  1. Hoje em dia o jovem time do Manthiqueira luta pela sobrevivência. O clube esgotou os últimos centavos que sobraram do terreno vendido por Dado em Goiás. Com dívida de 1 milhão de reais e sem investidores, o presidente cogita vender o centro de treinamento para saldar os débitos e talvez até fechar as portas: "Na segundona e agora na Copa São Paulo já demos o nosso recado, esperamos ser ouvidos e apoiados, para continuar e avançar", comenta Geraldo Márgelo de Oliveira, o Dado, fundador, presidente e líder da equipe.

    ResponderExcluir
  2. "Com a liderança dentro de campo da professora de Educação Física, ex-jogadora e hoje técnica de futebol, Nilmara Alves, Dado de Oliveira não deixa de acreditar na capacidade da treinadora e de seus comandados. Mas duvida dos erros e limites do futebol business atualmente no Brasil.Talvez, ele, o Mantiqueira, Nilmara e tudo isso sejam novidades demais para o velho futebol brasileiro": comentário do ecologista e futebolista Padinha, o editor de conteúdo deste nosso blog.

    ResponderExcluir
  3. Você pode colocar aqui nesta seção de comentários a sua mensagem ou opinião. Se preferir, envie a sua msm pro e-mail da redação do nosso blog de ecologia e de cidadania navepad@netsite.com.br

    ResponderExcluir
  4. Outra alternativa para participar é blog é contatar o nosso editor de conteúdo através do seu e-mail padinhafranca603@gmail.com

    ResponderExcluir
  5. "Uma matéria muito interessante e original, curti muito, aliás, aqui neste blog tem sempre algo a mais em meio à mídia de hoje em dia, muitas vezes omissa, parcial, sem criatividade": comentário de Pedro Lima, que é formado em Comunicação pela ECA da USP mas atua como empresário na região de Bauru (SP). A gente agradece os elogios ao blog e à proposta diferente da equipe do Mantiqueira.

    ResponderExcluir
  6. "Não tem tanto a ver com essa matéria mas sim com a Copa São Paulo e coisas do futebol: a equipe Sub20 da Chapecoense devido a todo clima emocional e até dramático da tragédia que aconteceu e todos sabem, em Capivari venceu o São Paulo, que é talvez o melhor dos times que estão disputando a Copinha nos pênaltis, depois de segurar 0 a 0. Caramba, a torcida em Capivari incendiou os jogadores da Chape que se superaram e se classificaram para a 3ª fase, eliminando surpreendentemente o São Paulo": comentário de João Vitor, de Taubaté (SP), onde atua como um representante comercial: "Não sabia nada sobre o Manthiqueira, agora vou lá ver o jogo desse time por curiosidade".

    ResponderExcluir
  7. "Situações como essa da Mantiqueira se revelam só graças a um torneio como esse da Copa São Paulo, isso vale muito, esse tipo de proposta nova no futebol, a Copínha revela jogadores e a luta do futebol no momento": comentário de Fabiano de Almeida Santos, de São Paulo (SP), estudante de Biologia na USP.

    ResponderExcluir
  8. "Vi no Facebook uma postagem que falava que na era do Neymar, tem a Nilmara: achei legal e vim conferir esta matéria superinteressante": comentário de Ana Lúcia Pereira, de Belo Horizonte, Minas Gerais, agente de turismo em BH.

    ResponderExcluir
  9. "Estas ideias novas no futebol, como deste pessoal, é mesmo uma coisa muito importante hoje em dia, basta ver o que anda acontecendo neste esporte no interior, com os times pequenos. O povo anda sem dinheiro pro ingresso e os estádios ficam vazios, aumentando a crise. A Federação Paulista criou um projeto Futebol Sustentável no ano passado com os torcedores podendo trocar o ingresso por garrafas pets ou alimentos, foi uma solução emergencial. Agora os clubes estão pedindo que em 2017, isso seja feito de novo. Por exemplo, Antonio Delamordame, o Niquinha, quer que a promoção retorne ao Olímpia, que disputará o Campeonato Paulista da Série A3. O presidente do clube interiorano explica que com o apoio da Federação pagando em dinheiro as pets ou alimentos usados como ingresso os clubes saem do sufoco": comentário de Ronaldo Souza, de São Paulo, que acredita que o ptojeto criado por Reinaldo de Barros na FPF deveria ser assumido pela CBF em todo o país por causa da crise na economia.

    ResponderExcluir

Translation

translation