sexta-feira, 10 de março de 2017

ESCÂNDALO INTERNACIONAL ARGUMENTOS DO ASSESSOR DE MEIO AMBIENTE DE DONALD TRUMP NOS ESTADOS UNIDOS: EM RESUMO DIZ QUE A POLUIÇÃO NÃO POLUI...

Chefe de agência ambiental dos States diz que CO2 não polui nem provoca mudança climática: ele chefia o meio ambiente porém atua em defesa da indústria petrolífera

 



O novo chefe da Agência de Proteção do Meio Ambiente (EPA) dos Estados Unidos, Scott Pruitt não acredita que o dióxido de carbono (CO2) seja uma das principais causas da mudança climática, mesmo porque ele está a serviço do Governo Donald Trump, ligado aos interesses do Petróleo: a seguir algumas informações da agência de notícias EFE e do site Terra que a gente resume aqui no blog da ecologia e da cidadania Folha Verde News, que vem ao longo de quase uma década dando crédito à conclusão de mais de 1000 cientistas de vários países ouvidos pelo IPCC da ONU que afirmam exatamente o contrário de Scott Pruitt, a serviço de Trump: "Acredito que medir com precisão a atividade humana sobre o clima é algo muito desafiante e existe um grande desacordo sobre o grau desse impacto. Portanto, não, não estou de acordo ainda que a atividade humana é causadora principal do aquecimento global que estamos vendo", afirmou Pruitt em entrevista à CNBC: "Alguns ou muitos de nós não sabemos ao certo ainda. Precisamos continuar o debate, a revisão e a análise, vamos manter uma posição diferente da maioria dos pesquisadores da atualidade", completou o novo responsável pela EPA. As declarações de Pruitt, um cético da mudança climática, contradizem a postura pública até mesmo da agência que ele passou a comandar. O site da EPA por exemplo deixa claro que o dióxido de carbono "é o principal gás de efeito estufa que está contribuindo com a mudança climática" Também, as avaliações da Agência Espacial Americana (Nasa) e da Administração Nacional de Oceanos e Atmosfera (NOAA) também são diferentes da expressada por este assessor de Donald Trump, que é bastante "conveniente" para o governo americano neste momento, embora politicamente incorreto. E foi ainda em janeiro que os dois órgãos, Nasa e NOAA afirmaram que a temperatura média da superfície do planeta subiu 1,1 graus Celsius desde o fim do século XIX e que esta mudança foi com certeza após variadas pesquisas produzida, em grande medida, pelo aumento das emissões de dióxido de carbono (CO2). Os interesses governamentais dos USA estão se colocando na contramão não só da ecologia, mas também da ciência e do bom senso na atualidade, se assemelhando à época da Inquisição e da Idade Média.
 

Scott Pruitt se tornou figura tão trágica e patética quanto....

..à de Donald Trump, na contramão da ciência e da história



Scott Pruitt também afirmou que o Acordo de Paris sobre a mudança climática negociado em 2015 por Presidentes e cientistas de mais de 190 países, entre eles o então Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, é "ruim" e "errado". Independente do interesse ou da posição retrógrada de Pruitt e de Trump, o pacto ou acordo do clima oficializado em Paris na França no final de 2016, vai substituir em 2020 o Protocolo de Kyoto e tem como objetivo manter o aumento da temperatura média mundial abaixo de 2 graus Celsius em relação aos níveis pré-industriais. Dentro também dos States, este posicionamento do assessor especial de Donald Trump, tem sido visto como "lamentável "ou "vergonhoso" por cientistas, ambientalistas e pela maior parte da mídia. O senador democrata Brian Schatz, copresidente da Força de Ação do Clima no Senado, criticou Pruitt hoje pelas ideias "extremas e irresponsáveis", dizendo que "qualquer pessoa que negue o valor de mais de um século de provas científicas e fatos básicos não está qualificado para ser o responsável pela EPA", disse o senador em comunicado oficial.

Scott Pruitt, é o homem errado no lugar errado diz The NY Times


Mas quem é Scott Pruitt?  - Bernie Sanders, parlamentar democrata esclarece: "O problema de Pruitt não é apenas negar a mudança climática, mas também ser alguém que tem trabalhado muito próximo da indústria de energia fóssil para tornar este país mais dependente dela", disse Sanders, muito conceituado em seu país por lideranças de todas as tendências e também dentro da Casa Branca, ao considerar a designação de Pruitt como sendo um erro "triste e perigoso". Mas o fato é que, escândalo ou não, o Presidente  Donald Trump nomeou Scott Pruitt, opositor da política climática de Barack Obama e de toda a classe científica, para liderar a agência de meio ambiente (EPA). Scott Pruitt é um político republicano de 48 anos, era antes secretário de Justiça do estado de Oklahoma, tendo chamado a atenção negativamente por promover uma ação contra a Agência de Proteção Ambiental que agora passará a dirigir. Como secretário estadual de Justiça, Pruitt promoveu uma batalha judicial contra as medidas do presidente Barack Obama, aplicadas pela EPA, para reduzir as emissões de gases do efeito estufa nas centrais elétricas a carvão. Trump também planeja tirar os Estados Unidos, segundo emissor mundial de gases do efeito estufa, atrás só da China, desta posição péssima no ranking ambiental do planeta, mesmo que para isso tenha que contradizer a ciência atual e o Acordo do Clima, assinado por 192 países. Vários especialistas do meio ambiente criticaram a designação de Pruitt, que é assumidamente defensor da megaindustria da poluição e do petróleo. The New York Times disse em manchete: ele é o homem errado no lugar errado. Mas o ex- procurador-geral de Oklahoma, Pruitt acabou sendo aprovado para o cargo pelo Senado e  com a confirmação de um defensor do petróleo na chefia da agência ambiental, o que é uma contradição primária, os USA tentam caminhar para a desregulação federal e para reverter as políticas públicas contemporâneas de defesa do meio ambiente, consagradas hoje em todo o planeta.  Isto é, os Estados Unidos na contramão da ciência e da história, pode estar acelerando o caminho da Terra para o caos.


Fontes: EFE - G1
             www.terra.com.br
             www.folhaverdenews.com 

10 comentários:

  1. Logo mais, aqui nesta seção do blog da ecologia e da cidadania, comentários e mensagens sobre esta pauta de hoje, o escândalo Scott Pruitt, o homem errado no lugar errado.

    ResponderExcluir
  2. Aguarde nossa nova edição em breve e venha aqui conferir as informações e os comentários. Você pode colocar aqui desde já a sua opinião ou mensagem ou se preferir, envie um e-mail para a redação deste nosso blog navepad@netsite.com.br

    ResponderExcluir
  3. Você pode também contatar o nosso editor de conteúdo para mandar sua mensagem ou dialogar ou fazer críticas ou sugerir matérias e pautas para este blog através do e-mail padinhafranca603@gmail.com

    ResponderExcluir
  4. "É mais do que um absurdo, é uma tragédia que afeta toda a área socioambiental de todo o planeta um defensor do CO2 no meio ambiente dos Estados Unidos, inaceitável": comentário de Rafael Souza, engenheiro florestal formado pela Unesp que atua em empresas de reflorestamento no interior de São Paulo.

    ResponderExcluir
  5. "Scott Pruitt defende com perfeição total os megainteresses do petróleo, aliados e parceiros de Donald Trump. Mas por essas e outras pode antecipar um caos ambiental na Terra": comentário de Arnaldo Semp, de Santos (SP), exportador.

    ResponderExcluir
  6. "Cientistas prevêem futuro sombrio para Terra, a ideia de um fim, de termo absoluto do mundo em que vivemos é de tal forma fantástica que, talvez por isso, hoje tem descrédito. É difícil compreender que tudo o que somos, tudo o que fizemos e conseguimos poderá desaparecer. Mas é tempo de acordar, de onscientizarmos os homens que governam o mundo para impedir que o que vemos em ficção se torne realidade": comentário de Nicolau de Souza, estudante do COC Universitário, Santos (SP).


    ResponderExcluir
  7. "Há quem diga que é da natureza humana distorcer informações para obter as conclusões desejadas, como é o caso deste senhor da EPA. Para esses, os cientistas são muito pessimistas sobre o futuro da humanidade, anunciando que o aquecimento global, decorrente do efeito estufa e o desflorestamento, vão acabar nos matando em poucas décadas. E quem está ganhando com esse processo de destruição da vida? Isso é o que devemos questionar": comentário de Mariana Cabral Sousa, de São Paulo, trabalha com redação e criação em agência de publicidade.

    ResponderExcluir
  8. "A visão apocalíptica do momento é o aquecimento global. Sabe-se que o planeta ficou um grau Celsius mais quente no último século e que, se o ritmo das agressões ambientais não regredir, a temperatura subirá ainda mais com efeitos dramáticos para o nosso planeta. Com certeza o chefão da EPA, Scott Pruitt sabe disso. E quem brecará a destruição dos mais governantes?": comentário ainda de da publicitária Mariana Cabral.

    ResponderExcluir
  9. "Na minha opinião se equivocam aqueles que atribuem demasiado pessimismo aos cientistas do IPCC. Pensando desse modo eles se alienam e deixam de fazer a parte que cabe a cada cidadão na grande tarefa coletiva de preservação do ambiente. As autoridades omissas são ainda piores. É verdade que agora não é a primeira vez que se fala em perigo iminente para a continuidade da vida na Terra. É da natureza humana um certo grau de atração por catástrofes fato que explica o grande sucesso de filmes onde cidades inteiras desaparecem ou o mundo então acaba": comentário de Marcos Camilo, de Santo André (SP), que participa dum grupo ecológico no ABC e é bancário da Caixa.

    ResponderExcluir
  10. "A ONU deveria processar Scott Pruitt e até mesmo Donald Trump diante destes fatos": comentário de Talles Humberto, advogado criminalista, de São José dos Campos (SP).

    ResponderExcluir

Translation

translation