sábado, 22 de abril de 2017

CAMPANHA BALEIA ROSA BOMBA NAS REDES SOCIAIS PARA INCENTIVAR AÇÕES POSITIVAS E ECOLOGIA HUMANA CONTRADIZENDO O CLIMA DA REALIDADE BAIXO ASTRAL DE HOJE


Campanha Baleia Rosa usa redes sociais para incentivar boas ações e a gente aqui questiona: se os cetáceos conseguem, por que não os seres humanos? A campanha vai na contramão do desafio Baleia Azul um game que pode incentivar depressão e suicídio. Mais ainda: pode estimular uma virada positiva na realidade de baixaria hoje em dia no Brasil

 





"De repente vamos fazer como os cetáceos, que tem sido mais humanos na verdade do que nossa espécie, uma das mais violentas do planeta, enfim, a Baleia Rosa convoca a gente para ser humano de verdade", comentou por aqui o editor do nosso blog de ecologia e de cidadania Folha Verde News o nosso editor de conteúdo, o ambientalista Padinha. Fomos informados da campanha Baleia Rosa pela repórter Mariana Tokarnia, que realizou uma reportagem com esta pauta positiva na Agência Brasil. Para você que está acordando agora para esta situação, uma página nas redes sociais traz 50 tarefas para serem executadas, uma por dia, para promover o bem, tanto aos outros, como a si mesmo. A campanha Baleia Rosa está no ar há mais de uma semana, no Facebook. Em pouco mais de 7 dias, a página foi curtida por mais de 240 mil pessoas, o que mostra a força do movimento. Ele foi criado por dois amigos publicitários, o projeto tem página no Face, no Twitter, no Instagram, tendo também um site oficial. Entre as tarefas propostas, estão olhar no espelho e agradecer por tudo que tem na vida, ligar para os avós (mesmo porque a campanha inicialmente era dirigida às crianças) usar uma roupa nova em plena segunda-feira, pedir desculpas ou perdoar alguém (desbloquear nas redes sociais também vale) e conversar com alguém com quem não fala há muito tempo. Hoje esta iniciativa conseguiu também mobilizar corações, mentes e a webatenção também de adultos de todas as idades. Ainda mais motivador é participar da campanha Baleia Rosa porque, conforme adverte Luiz Felipe Kessler, na webpagina Ptcleam, "se você está preocupado e desconfiado de que o seu filho, amigo ou familiar esteja participando do jogo da Baleia Azul, é importante que você se informe sobre o assunto, para poder tomar as medidas cabíveis e necessárias paraesta situação negativa e perigosa". Bem mas, pegando pelo positivo, vamos aqui dar mais detalhes sobre o antídoto rosa ao veneno azul.

 
Na região de Araraquara garotada se mobiliza neste lance positivo


Convocados filhotes e todos cetáceos humanos da nova espécie Baleia Rosa


Uma educadora criou um jogo para apoiar a proposta Baleia Rosa


A intenção é que os chamados filhotes rosa, aqueles que aceitam o desafio, postem nas redes sociais registros das tarefas executadas: “Estamos vivendo uma época de muita descrença, ódio, negatividade, impaciência, indiferença, incertezas. Parece que falta esperança nas pessoas! Nadando contra esta maré, sabemos que a internet pode ser uma poderosa ferramenta para reverter este quadro. Acreditamos que todos têm a capacidade de ajudar outras pessoas e construir o bem”, diz a descrição da página deste movimento nota 10. Inicialmente voltado a adolescentes, o projeto também conquistou seguidores adultos. Os criadores, um rapaz de 28 anos e uma moça de 30, preferem não se identificar. Acreditam que as pessoas se sentem mais confortáveis em desabafar e procurá-los sem conhecer o interlocutor. “Fizemos uma lista com 80 tarefas e fomos enxugando até chegar em 50. Começou a viralizar. Nossa ideia é disparar um pouco o bem e fazer com que as pessoas se olhem mais, melhorem a autoestima”, diz um dos criadores da campanha. E desde quando ela entrou no ar, eles foram procurados por pessoas que pediam ajuda, que se sentiam deprimidas de alguma forma. Para lidar com casos mais complicados, contam com ajuda de uma psicóloga. Eles estão compilando uma lista de psicólogos que atendem gratuitamente para divulgar nas redes. “Temos de acordar, têm muitos adolescentes que estão com problemas, que têm depressão, e isso não é frescura, não é coisa simples", alertam sobre o perigo da situação. A Baleia Rosa não pretende encerrar as atividades com 50 tarefas. O grupo estuda lançar novos conjuntos de desafios. Os criadores dizem, no entanto, que várias páginas têm surgido com o mesmo nome e nem sempre “bem intencionadas”. Eles orientam a olhar a certificação nas redes sociais de que a página é a verdadeira. Eles não têm grupo no WhatsApp. Fique ligado. 


Jogo da Baleia Azul é um game contrário: pode levar alguém ao suicídio

Um game de horror está no lado contrário da Baleia Rosa


O jogo negativo tem causado um grande rebuliço nas redes sociais, isso porque os participantes precisam cumprir 50 etapas impostas por curadores e o mais preocupante é que a última etapa é a pessoa tirar a própria vida, advertem posts de Psicologia. O pior de tudo é que a série 13 Reasons Why, da Netflix, está fazendo o maior sucesso e ela trata sobre o tema suicídio. A série trata-se de uma adolescente que sofria bullying e decide se matar, mas antes grava fitas com os 13 motivos que fizeram ela cometer o ato. Ou seja, além do jogo ainda existe uma glamourização do suicídio. Este é um problema sério e grave demais na atualidade, ocorre até entre universitários da Faculdade de Medicina da USP em Ribeirão Preto (SP), imagina o que pode acontecer com jovens, adolescentes e crianças em situação sociocultural mais precária ou em famílias ou comunidades sem estrutura. Na seção de comentários aqui no nosso blog da ecologia veja mais informações sobre este game de horror, os sintomas de alguém que esteja pensando em tirar a própria vida, diante dos sinais, você pode agir. Desde já, uma ação eficaz e imediata é motivar as crianças e pessoas em geral para a campanha na contramão desta loucura o movimento positivo na web, a Baleia Rosa. Se as baleias conseguem ter condição de vida por que não os seres humanos? Na verdade, atualmente, temos sido seres desumanos. E este movimento ou campanha pode também atuar para mudar e avançar esta realidade.  


E ecologistas se lembram do golfinho do Brasil o Boto Cor de Rosa

Participe e estimule vc tb a camppanha pela cultura da vida e prazer de viver


Fontes: Agência Brasil - Optcleam
             www.folhaverdenews.com

7 comentários:

  1. Confira alguns dos principais sintomas de que o jovem pode estar pensando em tirar a própria vida. A Secretaria Municipal de Saúde de Porto Alegre, motivada por alerta de Psicólogos emitiu 10 sinais em nota: – falas sobre morte e suicídio, mesmo que indiretamente, como vontade de “sumir”, “desaparecer”, “ir embora”
    – isolamento (afastar-se da família, dos amigos)
    – perda do interesse em atividades que costumava fazer
    – perda do interesse nas pessoas
    – mudanças no hábito de sono (insônia ou aumento das horas dormindo)
    – mudanças dos hábitos alimentares (perda ou aumento de apetite)
    – irritabilidade, crises de raiva
    – piora no desempenho escolar, recusa a ir à escola
    – comportamentos auto-destrutivos (auto-mutilação, uso de álcool e drogas, exposição a situações de risco
    – ter tentativas de suicídio anteriores

    ResponderExcluir
  2. Se você identificou esses sintomas em seu filho ou até mesmo em algum amigo ou amiga, peça ajuda com urgência. Você pode e deve pedir auxílio. E intervir por amor à vida.



    ResponderExcluir
  3. Já a Organização Mundial da Saúde (OMS) escolheu a depressão como tema neste ano de 2017. O número de pessoas que vivem com o problema, segundo a ONU, aumentou 18% em dois anos. A estimativa é que atualmente mais de 300 milhões de pessoas de todas as idades sofram com a doença em todo o mundo ou com tendência de autodestruição.

    ResponderExcluir
  4. "Outro dado alarmante é o que mais de 800 mil pessoas cometem suicídio a cada ano no mundo. No Brasil, o último dado do Ministério da Saúde mostra que só em 2014 foram mais de 10,6 mil casos no país. Um dos canais para obter ajuda é o Centro de Valorização da Vida (CVV), que pode ser acionado tanto por telefone como pela Internet": comentário da matéria especial na Agência Brasil.

    ResponderExcluir
  5. "Mesmo eu que sou negrão já mergulhei de cabeça nessa campanha da Baleia Rosa, digo sim à vida, à alegria de viver em paz": comentário de Manuel de Santos Siqueira, de São Paulo (SP), atleta.

    ResponderExcluir
  6. Vc pode colocar aqui a sua mensagem ou enviar por um e-mail para a redação do nosso blog de ecologia através do navepad@netsite.com.br e/ou contatar o nosso editor padinhafranca603@gmail.com

    ResponderExcluir
  7. "Não confundir com "Baleia Rossi", que é um político aí implicado em corrupção, como tantos e tantos hoje em dia no Brasil. Essa campanha é positiva demais, viva a Baleia Rosa": comentário e Maria Cesário Ferreira, de Campinas (SP), que acrescente: "Ouvi falar sobre o game perigoso e a campanha positiva em uma palestra de Psi na Unicamp".

    ResponderExcluir

Translation

translation