quinta-feira, 27 de julho de 2017

LABAQ ESTÁ ENTRE AS NOVAS FERAS DA MÚSICA BRASILEIRA NO FESTIVAL DE MULHERES E DA CULTURA DA VIDA EM SÃO PAULO

Sonora Festival vem aí na primavera com o som que nasce dela (a mulher de agora na natureza da música): agende aí você também para setembro em Sampa este evento que tem o potencial de mobilizar mídia, corações e cabeças


Este evento faz parte da cultura da vida que avança

Larissa Baq é uma das atrações do Sonora Festival


A maior estrela do Sonora é o financiamento coletivo, o Crowdfunding é que torna possível em evento como esse ser gratuito e mais importante ainda para a cultura da vida


Cantora indígena Djuena Tikuna também no Sonora Festival SP em setembro


No Facebook e redes sociais por aí já bomba e há expectativa no meio cult brasileiro sobre a programação toda e os novos talentos musicais do Sonora Festival SP, que terá também arte, adesivos, grafites, selfies, workshops, bolsa ecológica exclusiva Sonora, livros e CD's surpresa de autoras e artistas parceiras, oficina poética com Ana Larousse, enfim, passe livre para o novo movimento da liberdade feminina: artistas parceiras como Tiê, Mallu Magalhães, Barbara Eugênia, Clarice Falcão, Banda Mais Bonita da Cidade, LaBaq, Ana Larousse, Bruna Escaleira, Luiza Romão, Anna Zêpa, Lubi Prates e muitas outras. Há um slogan que clama assim "Guenta coração, que é amor demais!". São muitas emoções culturais e muitos, muitos talentos. Vale a pena participar, apoiar e vivenciar o novo ou as novas vindo aí nesta onda positiva do poder das mulheres e da beleza no contexto duma realidade que pelo menos por aqui no país anda meio que horrorshow. Numa palavra, um oásis no deserto atual do consumo. Uma exceção que pelo caminho da sensibilidade pode acabar criando um futuro mais feliz e sustentável, pelo menos na música do Brasil que a gente precisa ouvir para viver melhor. Enfoco o Sonora como uma manifestação bem viva da cultura da vida que começa a avançar por todos lugares. Assim como estas artistas, a Terra e até a própria vida são também uma energia feminina e transformadora da nossa realidade hoje em geral de violência. (Padinha, ecologista, editor deste blog)




Sonora, energia feminina e transformadora



 LaBaq personifica bem a energia da juventude na música
 

Release do evento - O Sonora nasceu em 2016 visando a criação de um lugar de divulgação e exposição das potencialidades individuais das mulheres compositoras. Mais do que isso, ele quer ser um espaço de reflexão coletiva, que promove o encontro de artistas das várias vertentes e gêneros musicais, debatendo o espaço da mulher na indústria fonográfica atual. Um dos maiores objetivos também é fomentar a formação de novas profissionais para diversas áreas do mercado, por meio de workshops, mesas de debates e vivências. Bom demais para uma primeira edição, já propondo o novo e a nova. O release ainda explica que o evento vai ser muito mais que um vitrine do trabalho destas artistas, sendo um momento de troca de conhecimentos, de abrir às mulheres as portas do mundo da música e seus caminhos, estimulando a chegada de novas profissionais ao mercado. A gente aqui do blog do movimento científico, ecológico e de cidadania bota fé nessa proposta original e acredita que tudo vai ser mais ainda, a chega da primavera cult no Brasil, carente mesmo de mudanças e de avanços. Urgente, vem aí o futuro e a futura.

Malu Magalhães com certeza um dos destaques do Sonora

A informação oficial sobre o Sonora está divulgando que, com o sucesso em diversos canais e mídias ao longo do ano passado, o evento ganhou forças, foram em 2016 atingidos 6 países, 21 cidades, envolvendo nada menos do que 200 compositoras.Para 2017, são mais altas as expectativas: 15 países, 69 cidades, mais artistas envolvidas, sendo assim, considerado este acontecimento o maior festival de mulheres na música em todo o planeta. 


Tiê é mais uma star entre as cantoras desse multievento

Sonora, segunda edição: em São Paulo, entre 29 de setembro e 2 de outubro de 2017. A gente aqui pode até dizer, segunda edição de primeira, porque toda a programação segundo as organizadoras foi pensada e criada a partir de vozes, mãos, mentes e poder delas, para todas, para tudo e para todos. O Festival Sonora SP reunirá novamente, em diversos espaços culturais da cidade, shows, showcases, com intenção de abrir espaço para novas artistas, workshops, vivências, palestras e debates com profissionais da área e com a população afinal. Afinal, toda nossa gente precisa criar o futuro, para que ele exista a partir do caos de agora: isso é o que dizem os ativistas do movimento da ecologia que no caso do nosso blog Folha Verde News já teve aqui quase 500 mil visualizações. Estamos colocando esta nossa webpagina a serviço do Sonora com a emoção de assim estar ajudando a magia da mulher e da natureza para renovar nossa vida.

  
A musicalidade de Clarice Falcão uma das forças do Sonora


Crowdfunding - Sim, para estruturar este megaevento e garantir a gratuidade de toda a programação do Sonora, a organização decidiu por fazer um mutirão por meio dum financiamento coletivo, algo do que você pode e deve participar, acessando o site Partio. Confira lá como você também pode dar apoio da forma como puder com alguma grana à criação deste festival superinteressante que busca agregar a participação de mulheres ao cenário da música no Brasil e no mundo. Participe e avance você também, vamos juntos com toda energia que o ser humano pode mudar tudo (até mesmo driblar as cadeias do mercado de consumo musical), com inteligência e paz. 

            www.folhaverdenews.com

10 comentários:

  1. Urgente, vem aí como o Sonora o futuro e a futura. Assim que a gente resume aqui neste blog do movimento ecológico, científico e de cidadania este multievento. A seguir mais alguns detalhes, confira.

    ResponderExcluir
  2. "O Festival Sonora SP reunirá novamente, em diversos espaços culturais da cidade, shows, showcases - com intenção de abrir espaço para novas artistas, workshops, vivências, palestras e debates com profissionais da área": texto que está no site do Sonora Festival SP.


    ResponderExcluir
  3. "Para a segunda edição do SONORA ser realizada da melhor forma possível, priorizando a gratuidade da programação e a valorização das profissionais que contribuem para seu desenvolvimento, desejamos muito ter a verba ideal. Isso significa pagar todos os cachês e poder dar o devido valor às nossas artistas, que farão do festival um evento memorável e cheio de força. Por isso, optamos por arrecadar uma parte do valor necessário por meio do financiamento coletivo aqui no Partio": o release do evento explica porque está sendo feito um crowdfunding. A seguir, o texto continua.

    ResponderExcluir
  4. "Também sabemos - e sentimos na pele - que o atual cenário político-econômico-social não favorece a produção cultural no país e mais uma vez recorremos ao coletivo para fazer vingar uma ideia que é pelo coletivo. Concluímos, acima de tudo, que a emancipação financeira de órgãos e empresas favorece uma cadeia crescente de iniciativas coletivas, autônomas e mais criativas, que culminam na ideia de que juntos podemos fazer mais e ir mais longe. A campanha ainda possibilita a criação de um espaço de comunicação e estreita os laços entre vocês (público) e nós (artistas e produção). Enxergamos também grande potencial nas recompensas oferecidas: é por meio delas que oferecemos uma troca para vocês e ainda damos visibilidade às artistas e parceiros envolvidos.
    Por todos esses motivos acreditamos que você pode fazer a diferença na nossa história. Que cada um de vocês pode fazer parte dos primeiros capítulos de um festival que busca agregar a participação de mulheres ao cenário da música no Brasil e no mundo": comentário no release do Sonora.

    ResponderExcluir
  5. Logo mais, mais informações, você pode colocar aqui a sua opinião ou se quiser e precisar envie a sua mensagem para a redação deste blog de ecologia e de cidadania navepad@netsite@com.br

    ResponderExcluir
  6. Você pode também contatar o editor deste blog também para enviar material como vídeos ou fotos, para sugerir matérias ou mesmo enviar a sua opinião, mande pro e-mail padinhafranca603@gmail.com

    ResponderExcluir
  7. "Muitos analistas da atualidade acreditam que uma onda feminina vai mesmo invadir a cultura e a vida das pessoas cada vez mais nas próximas décadas e de repente o Sonora é parte disso": comentário de Benedito Barbosa, sociólogo, de Minas Gerais e que pesquisa comportamento da nova geração em BH e na UFMG.

    ResponderExcluir
  8. "Eventos e iniciativas como essa podem ajudar a avançar ou renovar a luta cultural que está sofrendo muito com o comercialismo do mercado": comentário de Vladimir Soares, músico instrumentista, que passou pela Universidade da Bahia, hoje em Santos (SP).

    ResponderExcluir
  9. "Igual no futebol, de repente a mulherada é que toma a frente": comentário de Laís Silveira, de São José dos Campos, médica.

    ResponderExcluir
  10. "Grandes cantoras da nova geração estarão nessa parada das mulheres, como LaBaq, Clarice Falcão, Malu Magalhães, Tiê, Aline Lobo, entre outras e é o financiamento coletivo que garante a gratuidade do evento que assim se torna mais importante ainda, quebrando as cadeias do mercado de consumo": um dos comentários em um post sobre esta matéria do blog no Facebook.

    ResponderExcluir

Translation

translation