sexta-feira, 1 de setembro de 2017

POR IRONIA OU POR FELICIDADE O ALBERT EINSTEIN NASCEU DE NOVO AGORA NESTES TEMPOS DE GRANDES DESAFIOS COMO UMA MULHER

O Einstein de nossa geração já nasceu, é mulher e tem apenas 23 anos, aponta a Harvard onde ela faz doutorado: Sabrina Gonzalez Pasterki aos 14 anos construiu o seu próprio avião tendo sido a pessoa mais jovem do planeta a pilotar uma aeronave




Reprodução Wikipedia
Sabrina Gonzalez Pasterski, o Albert Einstein do Século XXI
Albert Einstein quando jovem cientista da Teoria da Relatividade Século XX

Através de Albertina Lourenci, brasileira e líder de cidadania, ligada ao movimento ecológico e cinetífico. que atua na Califórnia (USA), a gente aqui no blog foi informado desta notícia, numa palavra, maravilhosa: uma jovem de apenas 23 anos norteamericana mas de origem cubana tem conquistado o campo científico e está sendo comparada a gênios como Stephen Hawking e principalmente, Albert Einstein. Trata-se de Sabrina Gonzalez Pasterski, que possui uma inteligência incomum desde muito cedo. As comparações feitas entre ela e grandes nomes da ciência não são em vão. Quando tinha apenas 14 anos, a garota construiu sozinha o seu próprio avião de motor único. Como se não bastasse, ao terminar a obra, ela fez questão de pilotar, entrando para a história como a pessoa mais jovem a conduzir então uma aeronave. Sabrina levou dois anos para montar o avião, cuja construção foi documentada por ela através dum vídeo que postou no YouTube, algo que chamou a atenção de jornalistas e de cientistas sobre sua inteligência e seu poder de ação, superando os desafios da realidade para uma mulher e ainda mais, de origem cubana no Estados Unidos. 



Sabrina com o avião de um motor que fabricou e que pilotou quando adolescente

Ela poderá ser vista pela mídia mundial como a nova Einstein


Formada na Illinois Mathematics and Science Academy desde 2010, Pasterski se inscreveu no renomado Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT). De imediato, ela precisou esperar para ser aceita, mas, logo depois que professores da instituição viram o seu vídeo, foi aprovada. “Nossas bocas estavam penduradas depois de verificá-la. Seu potencial está fora das paradas”, afirmou Allen Haggerty, um dos pesquisadores. E agora, após apenas três anos no MIT, a jovem já atingiu a mais alta média de pontos de classificação, 5.0. E é assim que hoje, Sabrina, com somente 23 anos de idade, está investindo em seu doutorado na Universidade de Harvard, com total liberdade acadêmica. Para a surpresa de muitos, ela não está mais interessada em construir aviões e agora o seu maior interesse é pelos estudos da Física na análise de buracos negros e questionamentos sobre a gravidade. É partir daí que surgem as comparações do corpo docente com Einstein e Hawking, algo que foi pauta também do jornal britânico Independent. A garota não nega o desejo de estudar a “gravidade quântica” e, caso suas pesquisas alcancem êxito, algumas descobertas poderão mudar a maneira como o ser humano atualmente entende o universo.


Sabrina Gonzalez Paterski tem muito interesse também em ecologia

Sabrina Gonzalez Paterski costuma registrar os seus estudos e pesquisas em seu site que se chama Physics Girl, mostrando que ela tem consciência do valor de sua conquista como mulher na ciência: a jovem cientista em seu webespaço costuma incentivar o otimismo na busca dos sonhos. “Seja otimista sobre o que você acredita que pode fazer. Quando você é pequeno, diz muitas coisas sobre o que você fará ou será quando for mais velho. Eu acho que é importante não perder de vista esses sonhos, a gente acaba sendo o que nós mesmos projetamos para nossa vida". Realmente e o mais difícil, como já havia reconhecido um outro gênio (marco da produção cultural), John Lennon, "temos que ir à luta para transformar nossos sonhos em realidade". Este tipo de foco ou de desafio no dia a dia pode dar grandeza à vida uma pessoa seja ela quem for ou faça ou que fizer. Sabrina e todos nós (cada um em sua luta) temos hoje em dia um desafio de criar o futuro, para que ele (ameaçado demais pela estrutura da realidade globalizada no planeta, em todo país), a missão da atual geração de seres humanos é criar um futuro sustentável antes que haja um caos na Terra.

Einstein e Hawking têm agora a companhia duma mulher genial...

...Sabrina Gonzalez Paterski é jovem, mulher, americana, de origem cubana


Fontes: www.diariodepernambuco.com.br
              Physics Girl
              www.folhaverdenews.com

8 comentários:

  1. Realmente, uma ironia dupla, mulher e de origem cubana se destaca no meio científico dos Estados Unidos, que não deixa de ser um setor machista a mais na realidade, como sendo a futura Albert Einstein que pode vir a mudar nossa visão do Universo e da vida.

    ResponderExcluir
  2. Logo mais, estaremos postando aqui nesta seção, mais informações, comentários, opiniões: aguarde a nossa edição e participe você também desta pauta de valor pro nosso movimento ecológico, científico e de cidadania na sua luta para mobilizar oara o desafio de criarmos o futuro.

    ResponderExcluir
  3. Você pode por aqui diretamente a sua opinião ou se preferir ou precisar, envie a sua mensagem para o e-mail da redação deste nosso blog aberto à sua participação navepad@netsite.com.br

    ResponderExcluir
  4. Para mandar vídeo ou foto ou algum material de informação ou seu comentário, você pode também contatar o nosso editor de conteúdo deste blog através do e-mail padinhafranca603@gmail.com

    ResponderExcluir
  5. "Humildade e grandeza caminham juntas, o que pode estar pensando o machista e prepotente Trump ao ver esta jovem mulher, que veio duma família de Cuba, se destacar como cientista nos States?": comentário de Rubens Alberto dos Santos, de Belo Horizonte (MG), que se formou pela USP e atua hoje com comunicação empresarial.

    ResponderExcluir
  6. "Eu sou apenas uma estudante. Tenho muito a aprender. Não mereço a atenção". é assim que a Física formada em MIT Sabrina Gonzalez Pasterski se descreve em seu site Physicsgirl, sua única presença digital além de um canal no Youtube. Modesta, a jovem, que cursa doutorado em Física em Harvard, tem pouca idade, mas já é destaque na comunidade acadêmica e é apontada por muitos dos pesquisadores como "possivelmente o novo Einsten". Incluída com apenas 22 anos na lista da Forbes de "30 under 30", que elenca jovens com menos de 30 anos que estão em evidência em diversas áreas como empreendedorismo, tecnologia, mídia e ciência, sua declaração de que não merece atenção não é uma visão compartilhada pelo resto do mundo.

    ResponderExcluir
  7. "No Youtube, o registrao da construção do avião de um só motor e a sua pilotagem por Sabrina Gonzalez Pasterski chamou a atenção de professores do Instituto Tecnológico de Massachusetts, que intercederam a favor da jovem quando descobriram que ela havia se inscrito na instituição para a graduação mas aguardava na lista de espera. Na faculdade, Sabrina terminou seu bacharelado em apenas três anos com a média perfeita de 5.0, a maior possível. Do MIT partiu para Harvard, para estudos de pós-graduação. E agora já começando a ser reconhecida pela mídia especializada em Ciência, o que todos esperam é que ela venha ser o instrumento de novos avanços científicos, que possam ajudar a solução de problemas atuais e uma maior compreensão do ser humano do Universo e da nossa vida": comentário de Pedro Wesley, que tem acompanhado pela web a trajetória desta futura cientista.

    ResponderExcluir
  8. "Este caso de Sabrina Gonzalez Pasterski também reforça a importância de também por aqui em nossa país haver um apoio a pesquisadores e à ciência, a bem da população também": comentário também de Pedro Wesley, economista pela Unesp, que vive em São Paulo e comenta ainda: "No Brasil a redução de verbas das universidades federais vai na contramão de tudo isso".

    ResponderExcluir

Translation

translation