quinta-feira, 26 de outubro de 2017

O QUE É AFINAL O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL? PARA VOCÊ AVANÇAR TAMBÉM A RESPOSTA HOJE AQUI É DADA POR GANDHI, ONU, WWF E GEORGES HUMBERT

Saída para o Brasil e todos os países ou até para a vida no planeta o desenvolvimento sustentável é um conceito que ainda está em definição porque não está sendo praticado ainda em praticamente nenhum lugar do mundo por enquanto mas é nossa chance maior de futuro

 


  Outras espécies de vida também precisam dele...



A definição de Mahatma Gandhi, líder mundial da Não Violência - Ao ser perguntado se, depois da independência conseguida sem o uso da força ou das armas e guerra, a Índia perseguiria o estilo de vida britânico, a resposta dele foi que "a Grã-Bretanha precisou de metade dos recursos do planeta para alcançar sua prosperidade; quantos planetas não seriam necessários para que um país como a Índia alcançasse o mesmo patamar?". A sabedoria de Gandhi era avançada para a sua época e indicava que os modelos de desenvolvimento precisam mudar radicalmente: "Os estilos de vida das nações ricas e a economia mundial devem ser reestruturados para levar em consideração o meio ambiente". 


No século passado Gandhi já se preocupava com isso


ONU define como equilíbrio entre economia e ecologia - A definição mais aceita para desenvolvimento sustentável está num modelo capaz de suprir as necessidades da atual geração de seres humanos, sem comprometer a capacidade de atender as necessidades das futuras gerações. É o desenvolvimento que não esgota os recursos naturais, fundamentais para o futuro e para a própria vida. Essa definição surgiu na Comissão Mundial sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento, criada pelas Nações Unidas para discutir e propor meios de harmonizar dois objetivos: o desenvolvimento econômico e a conservação ambiental.


  Uma súmula do desenvolvimento sustentável

WWF pesquisou e explica o que é o modelo sustentável - Para ser alcançado o desenvolvimento sustentável depende de planejamento e do reconhecimento de que os recursos naturais são finitos, uma hora acabam. Esse conceito levou a uma nova forma de desenvolvimento econômico, que dá a mesma importância à economia e ao meio ambiente. Muitas vezes, desenvolvimento é confundido com crescimento econômico, que depende do consumo crescente de energia e recursos naturais. Esse modelo tende a ser insustentável, pois leva ao esgotamento dos recursos naturais, algo do que a humanidade e a natureza dependem para sobreviverem. Atividades econômicas podem ser encorajadas em detrimento da base de recursos naturais dos países. Desses recursos depende não só a existência humana e a diversidade biológica, como também o próprio crescimento econômico. O desenvolvimento sustentável assim sugere, de fato, qualidade em vez de quantidade, com a redução do uso de matérias primas em produtos e o aumento da reutilização e da reciclagem.


WWF em nome do movimento ecológico e científico

 

Líderes mundiais hoje se preocupam com esta definição

 

(Confira a seguir outros detalhes deste conceito, por exemplo, o modelo de desenvolvimento dos países mais pobres ou dos mais ricos pode ser o mesmo? Esta e outras informações na seção de comentários aqui mesmo nesta página do nosso blog)

 


Jovem brasileiro vence concurso de fotografia da ONU no Japão sobre desenvolvimento sustentável - Coletora de lixo da cidade de Assis, no interior de São Paulo, protagonizou a foto vencedora de um concurso universitário mundial de fotografia promovido pelas Nações Unidas no Japão. Clique do brasileiro Luis Gustavo Cavalheiro, de 21 anos, primeiro colocado no Concurso de Fotografia sobre os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) de 2017, lançado pelo Centro de Informação das Nações Unidas para o Japão (UNIC Tóquio) e pela Universidade de Sophia. A foto disputou com outras mais de mil imagens de 73 países.

 
A foto com mensagem ODS premiada pela ONU no Japão...

...feita por Luís Gustavo em Assis (SP)

 

 

 

Especialista define desenvolvimento sustentável juridicamente - A análise é feita por Georges Humbert, advogado que é pós doutorado pela Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra - Portugal, doutor e mestre em Direito pela PUC-SP, professor da Universidade Jorge Amado, na Bahia, ele é também membro efetivo do centenário Instituto dos Advogados Brasileiros (IAB) respeitado como autor de livros e de artigos na área jurídica: Bem, mas a sua visão do que desenvolvimento sustentável é feita à luz do que está definido na Constituição da República Federativa do Brasil, em vigor de 1988. Ele de cara começa escrevendo que está na moda falar em sustentabilidade. As pessoas, empresas, poder público, recorrentemente se auto atribuem esse título. Mas muitas vezes nem se sabe a razão ou exatamente o significado. Afinal, o que é este conceito? Importante atentar para o fato que a noção de desenvolvimento sustentável pode variar de acordo com a realidade de fato ou área do pensamento ao qual ela está sendo analisada. É expressão polissêmica e objeto multidisciplinar das ciências. Isto é, o desenvolvimento sustentável para uma empresa de determinado ramo, para um filósofo, um ambientalista, um físico, ou sociólogo e um economista pode ter diversos conteúdos ou algumas diferenças. É então que Georges Humbert procura expressar o significado e conteúdo desta expressão dentro do âmbito jurídico. Ele parte da interpretação dos artigos 1º a 3º, 225, 170, 5º e 6, º 23 e 24 da Constituição Brasileira, para concluir que desenvolvimento é termo constitucional relacionado ao dever de avanços do país para a promoção da justiça social, bem estar, erradicação da pobreza, dignidade da pessoa humana, cooperação entre os povos e outros fundamentos e objetivos da República. De outro lado, sustentabilidade associa-se ao fato de todo esforço de proteção do cidadão e do estado de direito brasileiro, deve se pautar por tutela de direitos sociais (trabalho, lazer, educação, saneamento, saúde, mobilidade, segurança, infraestrutura, moradia), direitos econômicos (propriedade, livre-iniciativa, lucro e geração de emprego/renda) e ecológicos (água, ar, flora, fauna, mar, minério, solo). Desta forma, de acordo com a ordem jurídica constitucional brasileira posta, ele conclui que desenvolvimento sustentável é o dever jurídico imposto a estado e sociedade, que determina a observação de condutas tendentes a promover direitos sociais, econômicos e ecológicos de modo equilibrado, a fim de assegurar a sadia qualidade de vida para as presentes e futuras gerações.

Filosofia ruralista brasileira...





 
Fontes: www.wwf.org.br
             www.jusbrasil.com.br
             www.folhaverdenews.com 

11 comentários:

  1. Formado em Direito pela PUC em São Paulo e pós doutorado na Universidade de Coimbra (Portugal), o advogado e autor Georges Humbert fez uma equação para explicar este conceito da sustentabilidade, confira a seguir.

    ResponderExcluir
  2. Ele no site Jus Brasil faz uma equação para definir este conceito (uma equação na lógica jurídica): DSus = DS + DEco + Decol, traduzindo então, desenvolvimento sustentável é igual direito social mais direito econômico mais direito ecológico...


    ResponderExcluir
  3. Os modelos de desenvolvimento dos países industrializados devem ser seguidos pelos outros países mais pobres? WWF depois de pesquisar este tema responde: o desenvolvimento econômico é vital para os países mais pobres, mas o caminho a seguir não pode ser o mesmo que vem sendo adotado pelos países industrializados. Mesmo porque não seria possível. A definição é similar à de Gandhi, que postamos na matéria hoje em nosso blog.


    ResponderExcluir
  4. Caso as sociedades do Hemisfério Sul copiassem os padrões das sociedades do Norte, a quantidade de combustíveis fósseis consumida atualmente aumentaria 10 vezes e a de recursos minerais, 200 vezes. Esta é uma razão objetiva da necessidade de se criar novas alternativas para desenvolver de verdade o planeta em geral...


    ResponderExcluir
  5. Ao invés de aumentar os níveis de consumo dos países em desenvolvimento, é preciso reduzir já os níveis observados nos países industrializados. Os crescimentos econômico e populacional das últimas décadas têm sido marcados por disparidades. E embora os países do Hemisfério Norte possuam apenas um quinto da população do planeta, eles detêm quatro quintos dos rendimentos mundiais e consomem 70% da energia, 75% dos metais e 85% da produção de madeira mundial. (Dados WWF).



    ResponderExcluir
  6. Faça vc tb o seu comentário sobre desenvolvimento sustentável ou nos envie para o e-mail da redação deste blog, participando deste debate, mande para navepad@netsite.com.br

    ResponderExcluir
  7. Você pode também contatar o nosso editor de conteúdo deste blog para nos mandar informações, críticas, sugestão de pauta ou matérias, textos ou imagens como vídeos ou ou fotos e ainda a sua mensagem para este debate, envie o que você achar mais interessante: padinhafranca603@gmail.com

    ResponderExcluir
  8. "Esta matéria hoje aqui nesta página é de muito valor para todos, estimulando a prática da tal sustentabilidade que por enquanto realmente está só na teoria, como se fosse hoje uma utopia, sendo na verdade vital": comentário de Jonas Fernandes, engenheiro pela UFRJ e que vive em São Paulo, atuando em empreendimentos de construção civil.

    ResponderExcluir
  9. "Quando os intelectuais e as autoridades terminarem de discutir o que é afinal a sustentabilidade, então o mundo já acabou": comentário de Hermínia Carvalho, de São Vicente (SP), bióloga pela Unicamp e ativista do movimento ecológico.

    ResponderExcluir
  10. Por feliz coincidência, nosso post aqui no blog já estava feito quando recebemos por e-mail msm nos falando que jovem brasileiro (de Assis, interior de São Paulo) ganhou concurso internacional de fotos da ONU no Japão, com o tema Desenvolvimento Sustentável. Inserimos na página esta informação e aqui nos comentários, mais detalhes a seguir, confira.

    ResponderExcluir
  11. "Jovem brasileiro vence concurso de fotografia da ONU no Japão sobre desenvolvimento sustentável - Coletora de lixo da cidade de Assis, no interior de São Paulo, protagonizou a foto vencedora de um concurso universitário mundial de fotografia promovido pelas Nações Unidas no Japão. Clique do brasileiro Luis Gustavo Cavalheiro, de 21 anos, primeiro colocado no Concurso de Fotografia sobre os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) de 2017, lançado pelo Centro de Informação das Nações Unidas para o Japão (UNIC Tóquio) e pela Universidade de Sophia. A foto disputou com outras mais de mil imagens de 73 países": comentário recebido por e-mail enviado pela UNIC da ONU.

    ResponderExcluir

Translation

translation